Copasa é Notificada judicialmente pela Prefeitura de Campos Gerais-MG

Prefeitura de Campos Gerais Notifica judicialmente a Companhia de saneamento de Minas Gerais (Copasa)

PREFEITURA FAZ NOTIFICAÇÃO A COMPANHIA DE SANEAMENTO DE MINAS GERAIS – COPASA

Após o racionamento hídrico que a cidade toda vem enfrentando devido a falta de planejamento pelo crescimento populacional dentre outros motivos, a prefeitura municipal resolveu notificar a empresa concessionaria Copasa responsável pelo abastecimento de água no município de Campos Gerais.

A decisão do prefeito José Eugênio (Zé Pesudo) é digna de nossos cumprimentos, visto que a população vem enfrentando o descaso da empresa Copasa já a alguns anos e as gestões anteriores, não quiseram chegar nessa decisão.

O município de Campos Gerais nesse ano de 2018, passou a enfrentar esse racionamento de água, mais cedo do que nos anos anteriores, a justificativa dada pela empresa é que o ribeirão do cervo não tem vazão para abastecer o município e para dar continuidade ao abastecimento de água é necessário estar fazendo a retirada da água do Lago vale dos Ipês, a qual eles instalam uma bomba para abastecer o município.

Os moradores da Cidade não podem continuar sem água e essa alternativa seria favorável apenas a Copasa, pois as contas de água do consumidor não passará a ter desconto algum, pelo contrário continua do mesmo modo, ou seja retirariam água do Lago que foi construído com dinheiro público e de contra partida a população não estaria recebendo nada em benefício  para o município; anos anteriores a retirada da água já foram feitas para amenizar o problema momentaneamente.

Na última segunda-feira (07-05) 9 dos vereadores do pleito municipal votaram a favor da retirada da água do lago artificial para resolver imediatamente o problema do racionamento, acontece que essa votação vai de contra a lei que os mesmos votaram em 2017, para que não fosse mais retirado água do lago para esse fim.

Devido a irresponsabilidade da empresa de abastecimento, mais uma vez o racionamento acontece e o município de Campos Gerais poderá decretar estado de “Calamidade Pública”, pela falta do fornecimento.

Em nota diante  dessa situação emergencial o Prefeito Municipal José Eugênio, vem através de uma notificação extrajudicial, revindicar que a concessionaria de abastecimento denominada Copasa cumpra no prazo de 15 dias improrrogáveis, a regularização no abastecimento de água ao município, não havendo o cumprimento  no fornecimento do abastecimento de água, estará sujeito a rescisão contratual e penas  como determinada na notificação judicial.

 A NOTIFICAÇÃO OCORREU NA  ÚLTIMA TERÇA-FEIRA DIA 08 DE MAIO, VEJA A CÓPIA DO DOCUMENTO DE NOTIFICAÇÃO EXTRAJUDICIAL NA INTEGRA:

Fonte: Prefeitura municipal de Campos Gerais

 

Polícia persegue e prende rapaz que furtou dois carros em Três Pontas e Boa Esperança

Vem brilhar no Garota Mineira: Débora Moreira de Campos Gerais – MG

Sobre Roseli Lima 219 Artigos
Graduada em Pedagogia, dedicada no jornalismo, amante das ações sociais, leva a família e o trabalho como duas paixões distintas, porém necessária para equilíbrio pessoal. Enfim Jornalista de coração para uma nação.